a

Dez músicos pegam Covid-19 após ensaio da orquestra Jazz Sinfônica, em São Paulo

Dez músicos pegam Covid-19 após ensaio da orquestra Jazz Sinfônica, em São Paulo





Dez músicos pegam Covid-19 após ensaio da orquestra Jazz Sinfônica, em São Paulo

SÃO PAULO - Dez músicos da orquestra Jazz Sinfônica Brasil testaram positivo para o novo coronavírus após participarem de um ensaio em São Paulo. O encontro, ocorrido no dia 7 de agosto, marcava a retomada dos ensaios presenciais. Após os casos, as atividades estão suspensas, segundo comunicado.
O episódio, apesar de ter acontecido no início do mês, só foi revelado nas redes sociais nos últimos dias por pessoas ligadas à orquestra e, então, confirmado pela assessoria de comunicação da Fundação Padre Anchieta (FPA). A instituição é a gestora da orquestra por meio de um convênio com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.
No novo modelo de ensaio, o grupo foi dividido em turmas menores. Naquele dia, 22 pessoas trabalharam no Teatro Franco Zampari, que pertence à Padre Anchieta. Dos 22 presentes, 17 eram músicos e cinco, funcionários da área técnica.
“Tendo ocorrido a contaminação de alguns colaboradores, a direção da FPA determinou a suspensão imediata dos ensaios e colocou sua equipe médica à disposição de todos, que também têm recebido total apoio da área de Recursos Humanos. Todos os colaboradores presentes no ensaio fizeram teste. Os positivados foram afastados e estão tendo acompanhamento constante do departamento médico da Fundação”, escrevem. Todos os casos, informam ainda, foram assintomáticos ou com sintomas leves. “Todos os colaboradores estão recuperados.”
A FPA diz que os casos surgiram apesar de terem sido adotado protocolos de segurança com base em orientações de órgãos governamentais e da Organização Mundial da Saúde. Segundo músicos presentes no ensaio, a suspeita de infecção começou quando um dos colegas comunicou que parentes próximos estavam contaminados. Ao comparecer à atividade, ele ainda não sabia da possibilidade.
A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) também registrou um caso na primeira quinzena de agosto. Um violoncelista, que já não apresenta sintomas, segundo a assessoria de comunicação, testou positivo após tocar em um concerto com cerca de 50 músicos. “Pelo distanciamento estabelecido na montagem da orquestra, ele teve contato próximo (1,5m de distância) com apenas quatro músicos do seu naipe, que foram testados e com resultado negativo”, informam por meio de nota. Eles usavam máscaras para tocar e não havia plateia na Sala São Paulo naquele momento.
A Osesp não suspendeu os trabalhos. Apenas o músico infectado se afastou. Nesta sexta, inclusive, haverá uma live, com a estreia da ópera “Cartas portuguesas”.
FONTE: https://br.noticias.yahoo.com/dez-m%C3%BAsicos-pegam-covid-19-011037376.html