a

Morre o compositor italiano Ennio Morricone aos 91 anos

Morre o compositor italiano Ennio Morricone aos 91 anos

Morre o compositor italiano Ennio Morricone aos 91 anos


Autor de trilhas sonoras que marcaram a história do cinema, Ennio Morricone morreu hoje, em Roma, aos 91 anos. Ele foi responsável pela composição e arranjo de mais de 500 músicas para filmes e séries de televisão.

Morricone estava internado em uma clínica da capital italiana, onde foi hospitalizado após uma queda que levou à fratura de um fêmur. Ele "morreu na madrugada do dia 6 de julho, no conforto da fé", segundo um comunicado do advogado e amigo da família Giorgio Assuma, citado pela imprensa italiana.

Ele estava "lúcido e mostrou grande dignidade até o momento final", diz o anúncio.

Morricone ganhou notoriedade internacional com trilhas dos chamados "faroestes italianos", principalmente dirigidos por Sergio Leone, como "Por um Punhado de Dólares" (1964), "Por uns Dólares a Mais" (1965), "Era uma Vez no Oeste" (1968) e "Uma Vez na América" (1984), entre outros.

Em 2016 venceu o Oscar, pela trilha sonora do filme "Os Oito Odiados", de Quentin Tarantino. Em 2007 já havia recebido um Oscar honorário por sua abundante e elogiada carreira na música. Morricone também compôs a trilha de "Bastardos Inglórios", de 2009, de Tarantino. Uma de suas faixas, "The Ecstasy of Gold", ficou conhecida de outro público, o do heavy metal, por ser a música que abre os shows do Metallica - a banda fez uma versão para ela, misturando orquestra e som pesado, no álbum "S&M”.

Há apenas alguns dias Morricone foi premiado, ao lado do também compositor John Williams, com o prêmio Princesa das Astúrias das Artes na Espanha.

"Adeus maestro e obrigado pelas emoções que você nos proporcionou", declarou pelo Twitter o ministro italiano da Saúde, Roberto Speranza. Morricone era casado com Maria Travia desde 1956. 

 

Segundo a suma, o maestro queria escrever sobre si e sua morte em primeira pessoa. No texto, Morricone se despede de sua esposa, Maria Travia, de seus filhos, netos, amigos e do diretor de cinema Giuseppe Tornatore e declara seu amor.

 

Leia, abaixo, o obituário escrito por Morricone:

 

"Ennio Morricone está morto. Anuncio a todos os amigos que sempre estiveram próximos de mim e também aos que "Ennio Morricone está morto. Anuncio a todos os amigos que sempre estiveram próximos de mim e também aos que estão um pouco distantes e os saúdo com muito carinho.

 

Impossível nomear a todos. Mas uma lembrança especial vai para Peppuccio e Roberta, amigos fraternos muito presentes nos últimos anos de nossa vida. Há apenas uma razão que me leva a cumprimentar todos assim e a ter um funeral privado: não quero incomodá-los.

 

Saúdo calorosamente Inês, Laura, Sara, Enzo e Norbert por terem compartilhado grande parte da minha vida comigo e com minha família. Quero lembrar com carinho as minhas irmãs Adriana, Maria, Franca e seus entes queridos e que elas saibam o quanto eu as amava.

 

Uma saudação completa, intensa e profunda aos meus filhos Marco, Alessandra, Andrea, Giovanni, minha nora Monica e aos meus netos Francesca, Valentina, Francesco e Luca. Espero que eles entendam o quanto eu os amava.

 

Por último mas não menos importante (Maria). Renovo a você o extraordinário amor que nos uniu e que lamento abandonar. Para você, o adeus mais doloroso."

 

 

 

FONTE: https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2020/07/06/morre-aos-91-anos-compositor-italiano-ennio-morricone.htm

 

https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2020/07/06/ennio-morricone-escreveu-proprio-obituario-a-minha-esposa-a-despedida-mais-dolorosa.ghtml